Lua

No quintal de casa, eu vejo
Na embriaguez da ilusão
Caio, em profunda escuridão
Lua,
Tão nua,
Minha, sua.
“Rosa”, nos meus olhos
Sim, ela tem cor
Na escassez da tua “flor”,
Que me transborda de amor.